quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Afinal, às vezes, nem tudo está perdido…

- Há dias que me sinto sozinha quando estou rodeada de pessoas...
- Há dias que quero tudo e não quero nada, ao mesmo tempo...
- Há dias que nem sei identificar onde dói, mas dói...
- Há dias que são idênticos a uma missão impossível...
- Há dias que tudo o que quero é sentir-me confortável e em paz...
- Há dias que penso que tudo está perdido…
Mas aí surge aquele dia que quase tudo é perfeito… Que num piscar de olhos aparece alguém que nós nunca sequer tínhamos reparado na sua presença, mas estava lá!
Foi quando apareceste… Simpático, bem-disposto, divertido, querido… Enfim, não tenho palavras para te descrever …
Só sei que mudaste completamente a minha vida!
Em tão pouco tempo, ensinaste me tanta coisa!
Ensinaste me o valor do verdadeiro amor, ensinaste-me a NÃO viver sem ti, …
E agora… Ao ver-te, as palavras desaparecem e o meu olhar não consegue encontrar outra direcção, a não ser a tua. Sei que nem tudo é para sempre, que nem tudo é perfeito… Mas por ti eu farei com que dure eternamente e irei esforçar me para tudo ser perfeito…
E sabes porquê?! :o
Porque eu amo-te sem saber como, quando, ou a partir de onde. Eu simplesmente amo-te, sem problemas ou orgulho: eu amo-te desta maneira porque não conheço qualquer outra forma de amar sem ser esta, onde não existe, eu e tu, e sim, nós!


2 comentários: